14 Dicas de Peter Lynch Para Ganhar Dinheiro Na Bolsa de Valores
SIMULE AGORA
|

14 Dicas de Peter Lynch Para Ganhar Dinheiro Na Bolsa de Valores

Veja os principais ensinamentos da lenda de Wall Street e ex-gestor do maior fundo de ações do mundo.

Por
Atualizado em 21/12/2020

Peter Lynch pode te ajudar a ganhar dinheiro na Bolsa de Valores com suas estratégias que superaram o índice da bolsa americana ano após ano.

Durante os 13 anos em que esteve à frente do fundo de investimentos Fidelity Magellan, o investidor bateu o S&P 500 em 29%.

Isso significa que se você tivesse investido US$10 mil com Peter Lynch em 1977, teria nada menos do que US$ 280 mil em 1990, ano em que se aposentou para se dedicar à família e à filantropia.

Alguém com um currículo desses certamente merece alguns minutos de atenção.

Veja como Peter Lynch investe e as 14 dicas de um dos maiores investidores do mundo para você lucrar com ações.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Por que comprar uma ação?

Se alguém te perguntar os motivos pelos quais você comprou sua última ação, você saberia responder defendendo os fundamentos e explicando os números da empresa?

Essa é uma das regras fundamentais de Peter Lynch:

Antes de comprar qualquer ação, você precisa saber explicar o que está comprando.

Ele acredita que investidores individuais, assim como você e eu, possuem vantagens sobre os profissionais porque são mais livres para agir de forma independente e explorar o mercado sem sofrer pressões externas.

Por isso, ele sugere que o investidor investigue a fundo as empresas que pretende investir e se torne familiar a elas antes de comprar a ação.

Não é à toa que Peter Lynch colecionava em seu portfólio pessoal empresas como a Apple (AAPL34) e a Dunkin Donuts, por exemplo.

Certa vez ele deu um depoimento explicando os produtos na sua carteira de ações:

Os meus filhos têm os computadores da Apple em casa e o gerente de sistemas da empresa comprou vários para o escritório. E eu adoro o café do Dunkin.

É claro que sua decisão de investimento não deve se basear unicamente em argumentos como esse. Porém, estudar as empresas que você admira é um bom ponto de partida para planejar os seus investimentos.

A tese de Peter Lynch é a seguinte:

Se você gosta da loja, há boas chances de você se apaixonar pela ação.

Banner will be placed here

Invista em boas histórias

Além de gostar das lojas das empresas que investia, Peter Lynch também gostava de aplicar outro conceito, um tanto inusitado, aos investimentos: a arte de procurar e investir em boas histórias.

Ele defendia que quanto mais se sabe sobre uma empresa, seus produtos e concorrentes, maiores as chances de encontrar uma boa história para se investir.

Lynch enxergava as empresas como boas histórias a serem contadas e, como toda história, tem o início e seu fim.

Dessa forma, também defendia que você deve vender as ações quando a história acaba.

Ou seja, quando a ação atingir os objetivos que você traçou ou quando a empresa não estiver indo mais na direção ao final feliz que você imaginava é a hora de tirar seu dinheiro dela.

Esse conceito pode até parecer subjetivo, mas é bom lembrar-se da essência de Peter Lynch:

Invista em empresas que lhe são familiares.

Outra característica da maneira como Peter Lynch investia, que merece destaque, era o seu interesse nas chamadas empresas de crescimento, as Small Caps.

As quais possuem um potencial de maturação e retorno futuro maior do que as empresas mais seguras e consolidadas como as Blue Chips.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Não diversifique excessivamente

Outro destaque na forma de investir de Peter Lynch que vai na contramão do que muitos dos especialistas defendem é não diversificar em excesso.

Para ele, diversificar demais é um erro, pois diminui a habilidade do investidor de analisar de forma eficiente os papéis.

Para defender a sua tese, ele faz uma boa analogia:

Ter ações, é como ter filhos, então não se envolva com mais do que você consegue lidar.

O investidor comum, que não acompanha o mercado em 100% do tempo, consegue acompanhar entre 8 a 12 empresas. Portanto, não deveria ter mais do que isso em sua carteira de ações.

Você já tentou tomar conta de 15 crianças ao mesmo tempo para ver o que acontece?

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

14 dicas de investimentos de Peter Lynch

Esses 14 ensinamentos foram publicados no seu livro “Beating the Street”, que infelizmente ainda não tem sua versão em português.

Outro grande livro, traduzido para o português, é “O jeito Peter Lynch de investir”, que conta mais de suas estratégias brilhantes.

Agora vamos às regras de ouro desse grande investidor:

1- Geralmente não existe relação entre o sucesso da operação de uma empresa e o sucesso de uma ação em alguns meses ou anos

No longo prazo, porém, essa relação é de 100%.

Por isso, ter paciência, pensar no longo prazo e ser sócio de empresas de sucesso é algo que, em algum momento, valerá a pena.

2- Conheça as ações que possui

Você precisa saber as ações que compõem seu portfólio e a razão pela qual as possui.

3- Se você não consegue encontrar nenhuma empresa que considera atrativa, espere até encontrar o que está procurando

Ou seja, não adianta investir por investir. Para Peter Lynch, mais vale deixar o dinheiro em caixa à espera de uma boa oportunidade.

4- Nunca invista em uma empresa sem entender as suas finanças

As maiores perdas vêm de empresas com números financeiros ruins. Sempre analise antes.

5- Se estiver buscando uma empresa pequena para investir, espere ela se tornar lucrativa para apostar suas fichas nela

Peter Lynch defende a estratégia de Growth Investing, o investimento em crescimento, onde o foco são os ganhos com as valorizações das ações.

6- Um declínio do mercado de ações, é tão esperado quanto as fortes nevascas no inverno dos Estados Unidos

Ciclos de baixa acontecem, mas se você estiver preparado, não vai se machucar.

Quedas são grandes oportunidades para comprar barganhas dos investidores que estão em pânico.

7-Todos têm cérebro para ganhar dinheiro com ações, mas nem todos têm estômago

Investir na Bolsa de Valores não é difícil, o mais difícil é controlar o emocional.

Se você acha que pode se desesperar e vender tudo em um momento de pânico, então evite o mercado de ações.

Faça o teste de perfil online e descubra sua tolerância ao risco e os tipos de investimentos recomendados para seu perfil de investidor.

8- Sempre vai existir algo para se preocupar

Então evite ficar pensando sobre o mercado no final de semana, ignore as últimas previsões catastróficas do noticiário.

Apenas venda uma ação caso os fundamentos da empresa se deteriorem, não porque o céu está desabando, por exemplo.

9- Ninguém pode prever a taxa de juros, os rumos da economia ou do mercado de ações

Então concentre-se no que de fato você pode controlar.

Acompanhe o que está acontecendo com as empresas que você investe. Isso é o mais importante.

10- Se você estuda 10 empresas, vai encontrar uma que tem uma história interessante. Se você estudar 50, você vai encontrar 5

A verdade é que sempre vai haver boas surpresas na bolsa.

Ou seja, empresas cujas conquistas estão sempre sendo negligenciadas pelo mercado.

11- Se você não estuda nenhuma empresa, as suas chances de sucesso comprando ações é a mesma que jogando poker apostando sem olhar as cartas

Não invista no escuro. Estude os fundamentos das empresas antes de colocar seu dinheiro.

12- Lembre-se que empresas que não tem dívidas não podem falir

Mais uma vez Peter Lynch foca no financeiro da empresa e na importância da análise fundamentalista.

13- Desconfie de empresas que têm taxas de crescimento anuais entre 50% e 100%

Não olhe só o crescimento. Avalie se ele é sustentável e se os gestores estão fazendo uma boa gestão dos lucros e, principalmente, se existe lucro.

14- O tempo é seu aliado quando você é dono de ações de empresas de qualidade

Com boas empresas no seu portfólio você pode se dar ao luxo de esperar para ela gerar retorno.

Boas empresas, com bons fundamentos, sempre trarão um bom retorno.


O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE