10 Coisas Que Você Precisa Saber Antes de Começar A Investir
|

10 Coisas Que Você Precisa Saber Antes de Começar A Investir

Você não precisa ser um especialista para começar a investir, mas dominar alguns conceitos básicos será determinante para o seu sucesso como investidor.

Por
Atualizado em 26/02/2021

Existem alguns conceitos importantes que você precisa saber antes de começar a investir para ter uma jornada de sucesso e alcançar a independência financeira.

Ao contrário do que dita a crença popular, investir não é complicado e nem coisa de “gente rica”.

A única coisa que deveria impedir alguém de investir é não saber o que fazer.

Não ter objetivos, aportar em ativos errados, tentar ganhar dinheiro rápido, coisas assim fazem com que o investimento pareça complicado e pior, pode te fazer perder dinheiro.

Por isso que a educação financeira é extremamente importante.

Se você quer construir patrimônio e enriquecer de forma saudável, cuide dos 3 pilares

  • GANHAR;
  • POUPAR;
  • INVESTIR. 

Investir é uma parte fundamental dessa jornada e tornará mais fácil atingir seus objetivos. 

Porém, antes de começar é preciso saber algumas verdades fundamentais sobre investimentos.

Aqui estão as 10 coisas que você precisa saber antes de começar a investir:

Você não precisa ser um especialista para investir

Em um primeiro momento, os investimentos, principalmente a bolsa de valores, podem parecer complicados, porém não é nenhum bicho de sete cabeças.

Investir não é complicado. Não é preciso ser um expert em finanças para se sair bem.

Logicamente é importante que o investidor tenha um conhecimento básico, saber quais os tipos de investimentos (renda fixa e renda variável), se informar sobre o mercado e as empresas que pretende investir.

Essas coisas você vai aprendendo conforme vai lendo, conhecendo e ganhando experiência.

Por isso, não espere o tempo “certo” para começar a investir. Esse tempo não existe.

Comece devagar, aportando um pouco para conhecer a dinâmica do mercado e continue aprendendo.

Banner will be placed here

O mercado de ações não é um cassino

Muita gente pensa que a bolsa de valores é um balcão de apostas, algo em que você coloca seu dinheiro e depende única e exclusivamente da sorte.

Se você trata o mercado de ações como se fosse um cassino, você está especulando e isso sim é arriscado.

Investir em ações depende de tomar decisões baseadas em dados confiáveis, de uma análise dos fundamentos da empresa.

A sorte pode ajudar, mas a competência é quem determina.

Seja um investidor, pense no longo prazo, em comprar ações de boas empresas.

Se veja como um sócio que recebe dividendos e que irá se beneficiar com o crescimento da companhia e não somente com a variação do preço das ações.

Como Selecionar as Melhores Ações? Baixe Grátis o Checklist dos 5 Critérios Analisar uma Ação.

Não coloque todos os ovos na mesma cesta

A diversificação é um dos princípios mais básicos no mundo dos investimentos. Seja em renda fixa e, sobretudo, em renda variável: diversifique!

É a clássica analogia de não colocar todos os ovos na mesma cesta. 

Não é prudente colocar todos os ovos na mesma sacola, pois, se ela rasgar, você perde tudo. Com os investimentos é a mesma coisa.

Você deve alocar seus ativos em diferentes investimentos, montando uma carteira de ações que apresentem baixa correlação entre si para minimizar o risco.

Assim, se um tiver seu desempenho afetado, os ganhos dos outros equilibram as perdas.

Quer Investir em Boas Ações? Baixe Grátis o Relatório com as 3 Melhores Ações para Investir Hoje.

Diversifique, mas não em excesso

Outra coisa que você precisa saber antes de começar a investir é que embora a diversificação seja excelente, o excesso não é.

Primeiro, porque não adianta somente diversificar se a qualidade individual de seus ativos não for boa.

Mais do que o número de ações é fundamental que a carteira seja composta por papéis que ofereçam uma efetiva diversificação.

Segundo, porque dependendo da quantidade que você tenha, ficará bem difícil acompanhar o desempenho de cada um dos seus ativos.

Então, quantas ações devo ter?

Essa é uma questão muito individual, mas, no geral, não é recomendado ter mais do que 20 ações na carteira.

Invista com foco no longo prazo

Há diferentes estratégias de investimento na Bolsa de Valores,  mas a que se provou ser a mais segura e rentável é o longo prazo, principalmente se você é iniciante.

No curto prazo o preço dos ativos varia muito. Isso é normal, é assim que funciona a renda variável.

Porém essa volatilidade pode gerar certo desconforto em alguns investidores mais conservadores.

Há quem busque aproveitar dessa oscilação nos preços no curto prazo para ganhar dinheiro em uma estratégia conhecida como day trade.

Porém, isso requer horas de dedicação e muito estudo de análise técnica, além de ser muito mais arriscado.

Se esse não é o seu perfil de investidor e você não possui tempo disponível para acompanhar constantemente o mercado ou prefere algo mais seguro e constante, saiba que é possível ganhar com ações no longo prazo.

Escolhendo essa estratégia você deve se preocupar somente em escolher bons ativos. Se fizer isso, não precisará se preocupar com eventuais quedas nos preços das ações.

O mercado é cíclico e alterna períodos de crise e de prosperidade.

Se a empresa tem bons fundamentos, ela tende a passar as turbulências sem grandes dificuldades.

Além disso, você pode aproveitar os mercados em baixa para comprar ações com desconto, na estratégia chamada de value investing.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Quanto antes começar, melhor

Começar a investir cedo é uma grande vantagem, pois mais tempo seu patrimônio estará sob efeito dos juros compostos.

Dito isso, não vale usar a desculpa de que “é tarde demais para começar a investir”.

Ainda é melhor começar tarde do que nunca, desde que não corra riscos desnecessários para compensar o tempo perdido.

Não invista um dinheiro que vai fazer falta

Quando for fazer sua alocação de ativos, leve em conta seus objetivos e o tempo para realizá-los, separando seus investimentos em curto, médio e longo prazo.

Não comprometa todo seu dinheiro em uma aplicação com um prazo de vencimento longo. Se você precisar sacar antes corre o risco de perder dinheiro.

Para evitar situações assim, você precisa ter certeza de que o valor direcionado para investir em ações ou títulos de longo prazo não será necessário no curto prazo.

O ideal é que você construa primeiro sua reserva de emergência aplicando em ativos de renda fixa de liquidez diária, como Tesouro Selic ou CDB, por exemplo.

Depois disso, comece seus investimentos para o médio e longo prazo.

Como Começar Investir? Baixe Grátis o Livro Digital “Como Começar a Investir do Zero”.

Reserva de emergência é só para emergências

Como o próprio nome diz, reserva de emergência é uma reserva de dinheiro disponível para caso ocorra algum imprevisto.

Com essa reserva você não pode correr riscos e ela deve estar aplicada em um local que permita acessar o dinheiro a qualquer momento.

O ideal é que ela represente um valor entre 6 a 12 meses de suas despesas mensais.

Não caia na tentação de usá-la para outra coisa ou corre o risco de não ter quando realmente precisar.

Mantenha a disciplina com suas finanças

A parte mais difícil para a maioria das pessoas é ter autocontrole e disciplina para manter o planejamento financeiro.

Você precisa saber antes de começar a investir que ser consistente é muito importante quando se trata de criar riqueza para o futuro. 

Você precisa fazer suas contribuições em intervalos regulares para que seu patrimônio cresça.

Outra coisa importante é que os resultados geralmente levam tempo para aparecer. 

Não será da noite para o dia que você vai conseguir construir riqueza. Por isso, tenha paciência. O resultado compensa.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Não esqueça dos seus investimentos

Mesmo que siga a estratégia do buy and hold (de longo prazo), isso não significa que você pode “aplicar e esquecer” seus investimentos para sempre.

Não é preciso, nem aconselhável, checar todos os dias ou toda semana a conta de investimentos, contudo, é preciso ter um pouco de controle.

Reserve um tempo uma vez por mês para revisar seus investimentos, ver se algo mudou nos fundamentos das empresas e se ainda vale a pena permanecer com a ação ou chegou a hora de vender.

Realizar ajustes financeiros e rebalancear a carteira de tempos em tempos é uma atitude inteligente e responsável com seu patrimônio.

Para saber mais como iniciar sua jornada de investidor, baixe grátis o e-book “Como Investir Começando do Zero” e descubra os 7 passos fundamentais para se tornar um grande investidor.

Segredo da Riqueza
Dicas sobre Liberdade Financeira

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE