Explorando a típica dinâmica entre taxas de juros e o mercado acionário, é possível observar uma relação inversamente proporcional.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Quando as taxas de juros diminuem, é frequente observar um aumento nos valores das ações, o que as torna mais atrativas para os investidores.

Isso ocorre devido à facilitação do acesso das empresas a empréstimos mais acessíveis, possibilitando investimentos consideráveis e maior estabilidade financeira.

Esse cenário, por sua vez, tende a favorecer o desempenho dos preços das ações.

Recentemente, o Comitê de Política Monetária (Copom) optou por uma redução de 0,50 ponto percentual, estabelecendo as taxas de juros em 12,75% ao ano.

Considerando este contexto, apresento a seguir uma lista com 10 ações da B3 que superam a rentabilidade da taxa Selic.

Top #1 da Bolsa? Veja a Melhor Ação para Receber Dividendos.

Acompanhe!

Grendene (GRND3)

Fundada em 1971, a Grendene (GRND3) é uma das líderes globais no setor de fabricação de calçados, consolidando sua reputação como uma das maiores produtoras mundiais.

Sua distinção reside na tecnologia proprietária e exclusiva utilizada na produção de calçados, abrangendo os públicos feminino, masculino e infantil.

A empresa é detentora de marcas reconhecidas e de grande sucesso, incluindo Melissa, Grendha, Zaxy, Rider, Cartago, Ipanema, Pega Forte e Grendene Kids, atendendo a uma ampla gama de preferências e estilos.

O notável ponto forte da Grendene está refletido em seu robusto dividend yield de 49,3%, evidenciando uma gestão eficaz e rentabilidade consistente.

Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3)

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3) é uma destacada empresa brasileira que atua em toda a cadeia produtiva do aço, desde a extração do minério de ferro até a produção e comercialização de uma ampla linha de produtos siderúrgicos de alto valor agregado.

Seu portfólio inclui aços planos revestidos galvanizados e folhas metálicas.

O diferencial da CSN reside em seu sistema integrado de produção, combinado com uma gestão eficiente que resulta em um dos mais baixos custos de produção no setor siderúrgico global.

Os produtos de aço da CSN têm uma presença significativa em diversos segmentos industriais, incluindo automotivo, construção civil, embalagens, linha branca e OEM.

A concentração das vendas da companhia está no mercado doméstico, onde desempenha um papel fundamental.

Em relação à distribuição de dividendos, a CSN apresenta um dividend yield impressionante de 33,1%, o que a torna uma escolha atrativa para investidores que buscam retorno consistente em forma de proventos.

No segundo trimestre do ano, a empresa registrou um lucro de R$ 283 milhões, representando uma contração de 23% em relação ao mesmo período do ano anterior.

No entanto, em comparação com o primeiro trimestre, a CSN conseguiu reverter um prejuízo de R$ 823 milhões.

Top #1 da Bolsa? Veja a Melhor Ação para Receber Dividendos.

Mitre (MTRE3)

A Mitre (MTRE3) é uma empresa que se destaca no mercado de incorporação e construção civil, com uma história consolidada de mais de 50 anos de atuação, representada pela influente família Mitre.

A entrada de Fabrício Mitre como CEO em 2008 marcou um período de transformação significativa, elevando os padrões de governança corporativa e implementando estratégias inovadoras.

As mudanças foram fundamentais para impulsionar a empresa em um ciclo sustentável e robusto de crescimento, um percurso que se mantém até os dias atuais.

A presença da Mitre abrange diversas regiões da cidade de São Paulo, com foco particular nas áreas de alto potencial de crescimento, alta demanda e menor competição.

A empresa adota uma abordagem estratégica, incorporando e construindo sob duas linhas de produtos distintos: a Raízes, voltada para o público de média renda, e a Haus Mitre, direcionada ao público de média-alta renda.

Em relação à distribuição de dividendos, a Mitre exibe um dividend yield sólido de 28,6%, indicando um retorno atraente para os investidores.

No segundo trimestre de 2023, a empresa registrou um lucro líquido de R$ 55,9 milhões, representando um aumento notável de 895,3% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Ebitda ajustado também teve um crescimento expressivo de 260,5% no 2T23 em comparação com o 2T22, refletindo a eficácia das estratégias implementadas e a posição favorável da Mitre no setor de construção civil.

Petrobras (PETR4)

A Petrobras (PETR4) é uma empresa brasileira de renome e uma das maiores produtoras de petróleo e gás do mundo, com foco nas áreas de exploração e produção, refino, geração de energia e comercialização.

Sua expertise na exploração e produção em águas profundas e ultraprofundas é um resultado notável de quase 50 anos de desenvolvimento das bacias offshore brasileiras, consolidando-a como líder mundial nesse segmento.

No que se refere à distribuição de dividendos, a Petrobras apresenta um dividend yield de 27,2%, o que representa um retorno acima da taxa Selic apenas com a distribuição de proventos.

No segundo trimestre de 2023, a empresa registrou um lucro líquido de R$ 28,8 bilhões, superando as expectativas do mercado, que previam um lucro de R$ 27,3 bilhões.

Vale destacar que, na comparação trimestral, houve uma queda de 24,6%, e na anual, de 47%, algo esperado devido à diminuição do preço do petróleo em relação aos períodos anteriores.

O preço médio do petróleo tipo Brent ficou em US$ 78,39 por barril no segundo trimestre, refletindo uma queda de 31,1% em comparação com o ano anterior.

Top #1 da Bolsa? Veja a Melhor Ação para Receber Dividendos.

Banco BMG (BMGB4)

O Banco BMG (BMGB4) se posiciona no mercado como um ator estratégico no ecossistema de varejo no Brasil, focando nos quatro principais perfis de clientes.

Em primeiro lugar, encontram-se os clientes consignáveis, que têm acesso a produtos de consignação e demonstram um perfil de tomadores de crédito.

Além disso, a empresa atende por meio de parcerias de white label e Banking as a Service (BaaS), oferecendo seu banco digital a clientes que integram clubes de futebol e varejistas.

Por fim, atende o público-alvo de mar aberto, composto por clientes pessoa física que não se enquadram nos perfis específicos anteriores.

No que diz respeito à distribuição de dividendos, o Banco BMG ostenta um dividend yield de 25,4%, o que representa uma oportunidade atrativa para investidores em busca de retorno por meio de proventos.

A abordagem diversificada para atender os diversos perfis de clientes também fortalece sua presença e desempenho no mercado de varejo.

Marfrig (MRFG3)

A Marfrig (MRFG3) se destaca como líder global na produção de hambúrgueres e uma das maiores empresas de proteína bovina do mundo, em termos de capacidade.

Sua expertise está centrada na produção de alimentos de alto valor agregado à base de proteína animal, principalmente bovina, bem como uma gama diversificada de opções prontas para consumo, que incluem vegetais congelados, ovinos, peixes e molhos.

Fundada em 2000, a Marfrig se configura como uma das companhias brasileiras de alimentos mais internacionalizadas e diversificadas, com seus produtos distribuídos em mais de 100 países.

Com aproximadamente 30 mil colaboradores, a empresa opera em 21 unidades produtivas bovinas e 10 centros de distribuição e comerciais, estendendo sua presença por quatro continentes.

A distribuição de dividendos pela Marfrig é notável, apresentando um dividend yield de 25,0%.

Top #1 da Bolsa? Veja a Melhor Ação para Receber Dividendos.

Fleury (FLRY3)

A Fleury (FLRY3), com seus 96 anos de história, se destaca como uma das maiores e mais respeitadas organizações de saúde no Brasil.

É uma referência tanto para a comunidade médica quanto para o público em geral, reconhecida por sua qualidade técnica, atendimento médico excepcional e eficiente gestão.

A empresa possui um quadro de 23,3 mil funcionários e 4,6 mil médicos, consolidando-se como um pilar fundamental no setor de saúde do país.

A Fleury é comprometida com as melhores práticas de ESG (Ambiental, Social e Governança), contribuindo para a sustentabilidade do sistema de saúde e demonstrando sua responsabilidade social e ambiental.

Além disso, a empresa apresenta uma distribuição de dividendos com um dividend yield de 20,0%, considerado atrativo para o seu setor de atuação.

CSN Mineracao (CMIN3)

A CSN Mineração (CMIN3), principal subsidiária da CSN no setor de mineração, assume uma posição proeminente como a segunda maior exportadora de minério de ferro do Brasil, estando entre as cinco mais competitivas no mercado global.

Suas operações desempenham um papel crucial na economia, abastecendo a demanda global por minério de ferro.

A empresa detém reservas certificadas que ultrapassam 3 bilhões de toneladas, conforme validado pelo Joint Ore Reserves Committee (JORC), consolidando sua robustez no setor.

Suas principais operações incluem as minas de Casa de Pedra e do Engenho, bem como o complexo de beneficiamento do Pires.

Além disso, a CSN Mineração possui participação na ferrovia MRS e um terminal cativo para exportação de minério de ferro no Porto de Itaguaí (TECAR).

Quanto à distribuição de dividendos, a CSN Mineração apresenta um dividend yield de 19,8%, proporcionando uma atrativa oportunidade de retorno para os investidores que buscam dividendos consistentes no setor de mineração.

Top #1 da Bolsa? Veja a Melhor Ação para Receber Dividendos.

Sanepar (SAPR4)

A Sanepar (SAPR4), estatal de saneamento paranaense, desempenha um papel crucial no setor de saneamento, fornecendo serviços essenciais de água e esgoto de alta qualidade à população do Paraná.

Sua atuação é vital para garantir o acesso à água potável e saneamento básico, contribuindo para a saúde e bem-estar das comunidades que atende.

No contexto financeiro, a Sanepar demonstra solidez ao apresentar um dividend yield de 20,0%.

O indicador reflete a proporção dos lucros que a empresa distribui aos acionistas como dividendos.

Uma distribuição de dividendos saudável é um atrativo para os investidores, indicando a capacidade da empresa de gerar retorno e compartilhá-lo com seus acionistas.

No 2T23, a Sanepar registrou um lucro líquido de R$ 422,1 milhões, evidenciando um crescimento impressionante de 80,5% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Além disso, o Ebitda atingiu R$ 663,3 milhões, representando um incremento significativo de 49,8% em relação ao ano anterior.

Os números ressaltam a eficiência e o desempenho positivo da empresa no setor.

Celesc (CLSC4)

A Celesc (CLSC4) se destaca como uma das principais empresas no setor elétrico brasileiro, com foco nas áreas de distribuição e geração de energia.

Desde sua reestruturação como Holding em 2006, a empresa opera por meio de duas subsidiárias integrais: a Celesc Distribuição e a Celesc Geração.

Além disso, detém o controle acionário da Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGÁS) e possui participação nas empresas Dona Francisca Energética S.A. (DFESA), Empresa Catarinense de Transmissão de Energia S.A. (ECTE) e Companhia Catarinense de Água e Saneamento (CASAN), fortalecendo sua presença e diversificação no setor.

No que diz respeito à distribuição de dividendos, a Celesc apresenta um dividend yield de 17,7%, representando uma oportunidade atrativa para investidores em busca de retorno por meio de proventos. 

A Celesc mantém uma posição sólida no setor elétrico, contribuindo para o abastecimento e desenvolvimento do estado de Santa Catarina e regiões adjacentes.

Top #1 da Bolsa? Veja a Melhor Ação para Receber Dividendos.

Conclusão

Apesar dos dividendos serem um atrativo para investidores em busca de renda passiva, é crucial lembrar que não devem ser a única métrica considerada.

É fundamental analisar outros indicadores relevantes, como o Ebitda e a margem líquida, que fornecem informações sobre a saúde financeira e a lucratividade da empresa.

Portanto, é de extrema importância que o investidor realize uma análise profunda, considerando todas as informações da empresa.

Com o objetivo de facilitar essa análise, disponibilizei este e-book gratuito explicando por que essa ação pode distribuir dividendos robustos em uma perspectiva de curto e médio prazo.

O e-book revela a melhor ação recomendada por especialistas da GuiaInvest Wealth e é um recurso valioso para o investidor atento, oferecendo insights embasados para orientar suas escolhas.

Ao integrar a compreensão dos dividendos com outros indicadores relevantes, o investidor se prepara melhor para impulsionar seus investimentos e alcançar prosperidade financeira de maneira estratégica.

Faça o download agora do e-book e aprimore sua trajetória de investimento!

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.